fbpx

Harmonização Facial: O Que é Este Novo Conceito?

Harmonização Facial: O Que é Este Novo Conceito?

“Mesmo pessoas jovens, que não passaram pelas modificações estruturais do envelhecimento da face, também se beneficiam muito das técnicas de harmonização, reestabelecendo melhor proporção e equilíbrio à face”.

A harmonização facial é o termo à nova forma (técnica) para alcançarmos o rejuvenescimento facial. Esse conceito mudou tudo! Mudou o enfoque, a maneira de avaliação e interpretação dos fatores que levam ao envelhecimento facial e a técnica escolhida para seu tratamento, alcançando resultados surpreendentes, mais consistentes e naturais.

Isso foi possível devido aos aprofundados estudos na anatomia dos ossos, dos tecidos de sustentação profundos e superficiais e da estrutura da pele no processo de envelhecimento. Com isso, houve um melhor entendimento do processo de envelhecimento anatômico facial e o seu dinamismo, possibilitando tratamentos mais efetivos e com resultados duradouros.

A harmonização deve ser realizada em toda face, o que significa que haverá alteração da fisionomia atual, e, sim, o tratamento e rejuvenescimento, sem exageros, ou transformações caricatas. Primeiro, deve ser realizada uma avaliação minuciosa pelo médico. Este irá identificar o grau de envelhecimento e desvitalização de cada porção da face. Assim, o médico irá fazer um planejamento do tratamento a ser realizado. O paciente, conhecedor das suas necessidades, decidirá, junto com seu médico, o início da harmonização, que pode ser realizada em etapas.

Outro fator importante que a harmonização facial nos permite é a valorização, ou a exaltação de áreas da face, que não se encontram em evidência, o que chamamos de “beautification“, ou “embelezamento”, ou seja, mesmo pessoas jovens, que não passaram pelas modificações estruturais do envelhecimento da face, também se beneficiam muito das técnicas de harmonização, reestabelecendo melhor proporção e equilíbrio à face.

Essa revolução no tratamento da face só foi possível devido ao alto nível e qualidades dos materiais utilizados, desenvolvidos com características diferentes para cada região da face e com funções específicas. Em estudos atuais, verificou-se que o ácido hialurônico, que é o principal material usado, tem a capacidade de estimular as células-tronco de gordura, regenerando-as enquanto exerce o efeito preenchedor, além de ser capaz de fortalecer os músculos e ossos locais, contribuindo para a boa saúde da face. Outros materiais, como a toxina botulínica, a hidroxiapatia de cálcio e ácido poli-L-lático, também fazem parte do poderoso arsenal terapêutico disponível para a harmonização facial.

Áreas da face, lábios, nariz, queixo, bochechas, testa, contorno mandibular, região temporal e lóbulos das orelhas podem ser tratadas nesse conceito da harmonização facial.

Dra. Cláudia Dória Peron Rosa
CRM/SP 83031
La Clinique – Nova Redentora

Fechar Menu
WhatsApp chat